sexta-feira, setembro 01, 2006

Azeitonas Alentejanos

É com grande emoção que a Maria Azeitola abre os braços para receber os nossos queridos Azeitonas no Alentejo, região com uma personalidade tão parecida a estes meninos: forte e singular!
De facto, as parecenças são imensas, o Alentejo tem que ser vivido, sentido, para ser compreendido e amado. Não há melhor definição para os Azeitonas!
Embora já tenham estado em Nisa, nessa altura a Maria Azeitola não pode dizer-vos : Sejam bem-vindos!
xxx







O público delirou e deixou-se conquistar de vez, quando a Nena cantou o "Conquistador" dos Da Vinci. Sem receio e já envolvidos na alegria contagiante dos Azeitonas, ouviu-se a primeira canção em conjunto da noite.


O cepticismo inicial esfumou-se à segunda canção, mas o primeiro grande momento estava reservado para a entrada dos Adiafa em cena para acompanhar o AJ a cantar o "Estrala a bomba". AJ, tu sabes que eu gosto muito de ti (e olha que muito é insuficiente para o cheio que está o meu coração) e por isso, dou-te os parabéns pela "tentativa" de cantares em alentejano, mas... em boa hora os Adiafa entraram em cena para dar uma mãozinha!!
Não há como o cante alentejano, para traduzir o amor à terra e a nostalgia alentejana. Grande momento!!




Ainda o público não se tinha recomposto dos primeiros convidados quando surgiu o segundo convidado dos Azeitonas, o grande Rui Veloso! Ninguém queria acreditar que era mesmo possível, numa só noite tanta e tão boa música no mesmo palco!






Para ajudar o Rui Veloso a cantar o "Primeiro beijo" os Adiafa voltaram a juntar-se à festa do azeite e proporcionaram um momento categorizado pela assistência como "inesquecível".



O concerto acabou ao som de um "Sinto-te em mim" colectivo, com o Marlon a conseguir ensinar a letra a toda a gente e com todas as centenas de vozes que estavam em frente ao palco a juntarem-se às grandes vozes que estavam no palco para um final de noite que não teve direito a encores.



Os comentários que se ouviam eram de total euforia com este inesperado grande concerto. Ninguém esperava um concerto tão em grande e o público rendeu-se por completo aos nossos meninos.


A Maria Azeitola considera que não é demais afirmar que os Azeitonas se sentiram em casa, o Alentejo entranha-se na pele e já de lá não sai! Porque ser Alentejano não tem a ver com o local de origem. Tem a ver com a alma e com o coração. E isso, os Azeitonas, têm em abundância! Ou não andassem nesta grandiosa missão de levar o amor aos quatro cantos de Portugal!

7 comentários:

Anónimo disse...

Este concerto foi esxcelente! Será que existem mais bandas assim em Portugal que eu não conhecia? Porque é que ninguém vos divulga?
Já fui comprar o CD...

Anónimo disse...

Só cheguei no fim, mas pareceu-me muito bom. Muita qualidade musical em cima do palco, como não é comum em Portugal. Parabéns à banda, que por alguma razão cativaram a atenção do sr rui veloso.

Anónimo disse...

magnificos , adorei a banda e estou atento.

Anónimo disse...

magnificos , adorei a banda e estou atento.

Anónimo disse...

Eu estive lá, e do pouco que ouvi e vi (pq a barraca do moscatel estava longe do palco) adorei. A maneira com estão em palco; a grande voz da Nena; a simpatia e maluquice depois do concerto.... simplesmente brutal!!

A mais nova admiradora: TT

Leonel disse...

É raro ver um concerto onde o publico não conhece a maioria das musicas e mesmo assim a banda consegue meter o pessoal animado! Fiquei fã!

Jovem Alucinada disse...

Como já alguém disse, uma banda cujas músicas poucos conhecem, conseguir cativar um público muito difícil como é o alentejano é um grande feito. Eu adorei e fiquei azeitola... claro! Continuem a fazer boa música e em português, que é o mais importante.
Só achei mal terem colocado a Nena bem ao fundo do palco. O fato branco e as gravatas são a imagem de marca... Muito bom!
Beijos para todos